Novidades

✍Experiências Feira do Livro: Leonardo Lopes da Silva



Leonardo Lopes da Silva, poeta brasileiro e autor de 'A Língua do Pulsar', está em Portugal e teve a oportunidade de marcar presença na Feira do Livro de Lisboa deste ano.

Professor de inglês a dar aulas durante bastante tempo na Rússia, Leonardo trocou de momento as terras frias pelo cálido Portugal e diz-se encantado. Na companhia da sua esposa Olga Lopes da Silva, o escritor tem visitado terras lusas e, tal como mencionámos anteriormente, marcou presença na Feira do Livro. Mas não só. Leonardo realizou uma apresentação da sua obra 'A Língua do Pulsar' na Feira e encontrou-se com outros escritores que, tal como ele, são membros desta equipa que é o JEdLP. 

Foram muitas as fotos partilhadas no seu perfil no Facebook. Umas das suas visitas pelo país, outras da sua presença na Feira do Livro, e outras na companhia de outros autores! O poeta brasileiro não escondeu de ninguém a sua alegria ao visitar Portugal e conhecer outros apaixonados por letras. 

Mas, como é evidente, o JEdLP não podia deixar de o entrevistar. E assim o fez! Ao colocarmos questões como «Como foi a convivência com outros autores?», «Como descreveria a sua experiência?» e «Quais foram os pontos mais altos?», Leonardo Lopes da Silva não poupou nas palavras! (O que foi, e é, deveras gratificante!)

«Estar presente numa Feira do Livro é como realizar um antigo sonho. Quando ia a excursões escolares com meus colegas na Bienal do Livro no Rio de Janeiro, ficava a imaginar como era ser aquelas figuras míticas, sentadas elegantemente à mesa, com aquele sorriso sábio nos lábios, a receber livros e flores, e discursar com voz mansa sobre mundos reais e imaginários. Só sentar-me à mesa do stand da Editora Chiado naquele dia glorioso de sol, vivenciei aquela sensação única de ver como é aguardar ansiosamente por novos leitores, e ao conhecê-los, ser coberto por um prazer indizível da cabeça aos pés. Iniciativas como essa deveriam ser organizadas o ano inteiro, por todo o país. É importante para os leitores conhecerem as faces atrás das palavras que eles leem, e para os escritores, que eles saibam qual é a razão deles escreverem. Apresentar o livro através da Chiado é sempre algo muito agradável. Fui apresentado à equipa de promoção e vendas, que me deixaram bastante à vontade e fizeram questão de expor a mim e ao meu trabalho num horário bastante conveniente. Estou muito agradecido à editora por mais essa oportunidade de pôr o livro em evidência. A Feira do Livro de Lisboa se destaca, na minha opinião, pela sua abertura ao público, sua acessibilidade, e pela grande diversidade de eventos, pessoas e oportunidades de socializar-se, seja como leitor ou escritor. Diverti-me muito, fiz novos amigos e agora estou mais motivado, energizado, para participar de mais eventos, além de querer auxiliar outros escritores a expor as suas obras. A possibilidade de finalmente me encontrar com escritoras tão queridas e talentosas como a Vanessa Lourenço e a Patrícia Rebelo foi o ponto alto de meus dias na Feira do Livro. Nas suas apresentações, senti-me parte de uma sociedade supostamente secreta, que agora se abre para o mundo para fazer as suas intenções bem conhecidas por todos. Os Jovens Escritores de Língua Portuguesa são unidos, são amigos, compartilham dos mesmos objetivos (e subjetivos) e estão aqui para marcar presença no mundo literário da língua portuguesa!»
O JEdLP não precisa sequer de dizer aos seus leitores quão positiva foi a experiência deste ilustríssimo poeta, pois as palavras dele não deixam margem para dúvidas! 

Grande escritor e excelente pessoa, Leonardo Lopes da Silva foi uma das figuras que, com toda a certeza, alegraram a Feira do Livro deste ano! Um nome a ser tido em conta na literatura lusófona, um talento bastante promissor! Esperamos poder encontrá-lo novamente, no ano que vem, na Feira do Livro a assinar muitas outras obras e a tirar muitas outras fotos, com muitos outros escritores!  



© 2016, Raquel C. Vicente e JEdLP

Sem comentários