Novidades

Beijar a Alma | A nova obra de Débora Macedo Afonso



Nova casa, novo livro: foi por isto que Débora Macedo Afonso se deixou guiar. 

Autora das obras Fomos Instantes e Mais do que Instantes, a autora natural de Carção estreia-se agora num novo selo editorial no sentido mais literal da palavra. Como uma das primeiras autoras de recém-fundada Emporium Editora, apresenta aos leitores um novo romance, carregado de emoção e que tem como principal cenário Carção, onde são abordados temas como a emigração, a doença Alzheimer, a busca pelos sonhos e a descoberta do amor. 

‘‘Este meu novo livro, Beijar a Alma, nasceu há já algum tempo... Recordo-me perfeitamente quando comecei a escrever as primeiras linhas. Estava de Erasmus na Polónia e, talvez, as saudades de casa fizeram-me esboçar as primeiras páginas. Antes de partir nesta aventura do Erasmus, já tinha idealizado um novo romance, logo após a publicação de Mais Do Que Instantes.’’, conta a escritora ao JEdLP. ‘‘Esta nova história tinha que ser, primeiro, intensa, segundo, apaixonante e, terceiro, inesquecível.’’ 

Curiosos pelo processo de escrita desta obra que promete inenarráveis emoções, questionámos Débora Macedo Afonso sobre todo o percurso. ‘‘O processo de escrita foi longo e com algumas interrupções pelo caminho. Felizmente ou infelizmente, como tenho outros projectos, fui obrigada a parar muitas vezes no desenvolvimento da narrativa, vendo-me assim forçada a fazer pausas longas na criação deste romance. A minha irmã, que mais uma vez acompanhou todo o processo de escrita foi aqui uma grande incentivadora para eu terminar esta história.’’, conta. ‘‘Deste modo, dia 14 de Maio de 2017 coloquei o ponto final neste livro. Esta obra que agora está pronta para sair e ganhar leitores pelo mundo fora, é o resultado de muito esforço e empenho, onde dediquei horas a fio a descrever aquilo que nos une uns aos outros. Foi um livro que me deu imenso gosto em construir e que agora estou em pulgas para ter em mãos! É sem dúvida um momento especial e também de grande responsabilidade, pois para além de já ser o terceiro, é um grande compromisso.’’ 

Débora Macedo Afonso, que é tudo menos uma desconhecida aqui no nosso site, promete mais uma vez aos seus leitores fortes emoções e histórias de cortar a respiração. E o JEdLP só lhe pode toda a sorte e sucesso do mundo; e que venham muitos mais livros! 



A literatura escrita em português tem de ser celebrada e desenvolvida, e a obra Beijar a Alma é mais um excelente exemplo de como o mercado lusófono aposta cada vez mais em autores talentosos que escrevem em bom português.

Sem comentários